Obesidade

O maior problema de saúde pública que acomete todo o mundo é a obesidade. Ela é caracterizada pelo excesso de gordura corporal correlacionada com o surgimento de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares. Presente em ambos os gêneros, idade, classe social e raça é uma doença crônica e progressiva. O excesso de peso não leva só a problemas físicos, mas também psicológicos e sociais.

O mundo está engordando por uma série de fatores: maus hábitos alimentares, sedentarismo, alimentação industrializada rica em açúcares refinados e gorduras e pobre em fibras, além do constante avanço da tecnologia.

A prática de atividade física aliada a uma reeducação alimentar garantem uma perda de peso sustentável. 

Os hábitos alimentares se formam na infância, ao observarem a alimentação dos pais, familiares, professores e colegas. A superalimentação nos primeiros anos de vida da criança faz com que a produção de células adiposas (de gordura) aumente, sendo este um processo irreversível e que provavelmente acarretará um obeso na vida adulta.

Por este motivo, torna-se necessária uma reeducação alimentar de toda a família. 

O objetivo do tratamento nutricional na obesidade é:

  • Identificar os erros alimentares

  • Diminuir as complicações das doenças que possam existir

  • Redução de peso, associado com redução significativa da gordura corporal

  • Aliar a prática de atividade física

  • Monitoramento da perda de peso através da Bioimpendância (fazer link com o tema)

  • Monitoramento do gasto energético basal através da calorimetria (fazer link com o tema)

  • Monitoramento de exames bioquímicos